Justiça autoriza quebra de sigilo bancário da FPF

O presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, vai precisar se explicar a Justiça. A juíza Andrea Carla Mendes Nunes Galdino, da 4ª Vara de Justiça Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), atendeu ao pedido do Ministério Público da Paraíba para quebra de todos os extratos bancários relativos à sua gestão – janeiro de 2015 a dezembro de 2017.

O Ministério Público acusa Amadeu Rodrigues de embolsar recursos da FPF e de improbidade administrativa, com a não prestação de contas da entidade, além do uso de notas fiscais que não teriam valor real.

Ao Portal MaisPB, Amadeu se defendeu e acusou vice-presidente da Federação, Nosman Barreiro, de ter orquestrado uma armação contra ele. “Já estamos antecipando e segunda vamos dar entrada em toda documentação, junto com os extratos entre 2015 e 2017. Estamos aberto para qualquer solicitação, não tenho problema de expor tudo ao Ministério Público”, disse.

Com MaisPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: