STF proíbe Wilson Filho de frequentar MT

A decisão foi do ministro Edson Fachin que determina medidas cautelares contra o deputado paraibano, do PTB, e o vice-presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ademir Camilo, deputado licenciado do MDB, alvos da Operação Registro Espúrio.

>> PF mira Wilson Filho em Brasília

Eles estão proibidos de frequentar o Ministério do Trabalho ou manter contatos com outros investigados, além de suspender Camilo do cargo de vice-presidente da UGT.

“Segundo o relator, Ademir Camilo e Wilson Filho “exercem forte influência sobre Renato Araújo Júnior, mediante promessas de sustentação política para a permanência no cargo em comissão na Secretaria de Relações de Trabalho, circunstância que atesta suas participações ativas no esquema delituoso”.”, publicou o “O Antagonista”.

Araújo Júnior foi nomeado por Temer no mês passado como coordenador-geral de Registro Sindical.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: