Brasil volta ao normal

Ainda que alguns caminhoneiros resistam a colocar um ponto final na greve, o país está voltando à normalidade, não há como negar.

Polícia Federal fungando no cangote de políticos, agência bancária explodida na Paraíba, assassinato em João Pessoa, assaltos em Campina Grande…

Uma realidade tanto quanto preocupante a paralisação dos últimos dez dias.

STF proíbe Wilson Filho de frequentar MT

A decisão foi do ministro Edson Fachin que determina medidas cautelares contra o deputado paraibano, do PTB, e o vice-presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ademir Camilo, deputado licenciado do MDB, alvos da Operação Registro Espúrio.

>> PF mira Wilson Filho em Brasília

Eles estão proibidos de frequentar o Ministério do Trabalho ou manter contatos com outros investigados, além de suspender Camilo do cargo de vice-presidente da UGT.

“Segundo o relator, Ademir Camilo e Wilson Filho “exercem forte influência sobre Renato Araújo Júnior, mediante promessas de sustentação política para a permanência no cargo em comissão na Secretaria de Relações de Trabalho, circunstância que atesta suas participações ativas no esquema delituoso”.”, publicou o “O Antagonista”.

Araújo Júnior foi nomeado por Temer no mês passado como coordenador-geral de Registro Sindical.

PF mira Wilson Filho em Brasília

A Polícia Federal cumpre na manhã desta quarta-feira (30) mandado de busca e apreensão no gabinete do deputado Wilson Filho (PTB), informa o “O Antagonista”.

“Como revelamos, a operação de hoje apura esquema de corrupção na liberação de registros sindicais pelo Ministério do Trabalho”.

Além do paraibano, os deputados Paulinho da Força (Solidariedade-SP) e Jovair Arantes (PTB-GO) são alvos da operação.

“Todo político mete a mão no dinheiro público”

O ataque de sinceridade foi do vereador Luiz Sabino (PTB), do município de Baía da Traição, Litoral Norte da Paraíba.

E endossa: “Uns roubam mais e fazem menos e outros fazem menos e roubam mais”.

Sabino definitivamente traiu a classe que faz parte.

Assista

https://youtu.be/13nmARSjSR4

Ricardo: “Governo ruim se troca em eleição”

Em meio ao balanço que fez nesta terça-feira (29) sobre os prejuízos causados pela greve dos caminhoneiros, com uma perda de 30% das receitas nos próximos dois meses, o governador Ricardo Coutinho (PSB) reforçou uma tese política: “Governo ruim se troca em eleição”.

A ver como paraibanos e brasileiros avaliarão os governos Ricardo e Michel Temer em outubro.

Romero e a prudência para adiar o São João

Não havia clima para a abertura do São de João de Campina Grande na próxima sexta-feira (1).

A greve dos caminhoneiros atinge toda cadeia produtiva do país e até bebida faltaria no evento.

A nova largada será no dia 8 de junho.

O prefeito Romero Rodrigues (PSDB) recorreu, assim, ao importante adágio popular: melhor prevenir do que remediar.

Estado apresenta corte para 2019

A proposta orçamentária dada pelo secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão do Estado, Waldson Souza, em audiência pública na Assembleia Legislativa da Paraíba, reduz em 1,75% no comparativo com 2018.

O orçamento elaborado pelo Governo do Estado é de R$ 10,5 bilhões – para 2018, o orçamento aprovado foi de R$ 11,05 bilhões.

Já em litígio com o governador Ricardo Coutinho (PSB), Tribunal de Justiça, Defensoria Pública e Ministério Púbico se rebelaram. “Se continuar dessa forma vamos fechar as portas e entregar a chave para o governador”, criticou o juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça, Marcial Henrique Ferraz.