PT-PB terá que engolir o orgulho

A decisão de adiar o encontro de dirigentes do PT paraibano, inicialmente marcado para o fim do mês passado, para o dia 27 de julho, foi uma determinação da cúpula nacional do partido. Em nota, divulgada no fim da noite de ontem, o partido informou que está “levando em conta as articulações com partidos de centro-esquerda”.

O PT diz que, “considerando as tratativas com os partidos de centro-esquerda e a tática nacional definida pela Direção Nacional do Partido dos Trabalhadores, de que a centralidade da nossa disputa é a candidatura nacional de Lula à Presidência da República, a Comissão Executiva Nacional resolve divulgar uma nova agenda pré-eleitoral. Todos os encontros estaduais do PT serão adiados para a data de 27 a 29 de julho, bem como o encontro nacional que será realizado entre os dias 30 de julho e 5 de agosto.”

Traduzindo do idioma partidário para o português do asfalto, o que o PT informou, com outras palavras, foi o seguinte: as candidaturas aos governos estaduais, por secundárias, estão subordinadas às conveniências políticas e às necessidades penais de Lula, o primeiro presidiário da história a reivindicar a Presidência da República. Para incluir parceiros na aventura, o PT se dispõe a levar à bandeja o escalpo de seus candidatos nos Estados.

Desta forma, caberá o PT da Paraíba aguardar a decisão de Lula e engolir a contragosto, ou não, a aliança com o PSB e os tidos “golpistas”.

E ainda sem espaço na chapa majoritária.

Com Josias de Souza 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: