Há Fair Play na eleição?

Fair Play, ou jogo limpo, é algo distante da realidade de um processo eleitoral. Cercado por assessores, candidatos são municiados por inúmeras informações sobre os adversários. A finalidade, porém, é uma só: desconstruir a imagem do oponente.

Em busca de um cenário utópico, o Blog foi atrás dos candidatos ao Governo da Paraíba. É possível se desarmar e reconhecer pontos positivos dos adversários, elevando por um instante o nível do confronto de ideias? Procurado, o senador José Maranhão, candidato do MDB, foi o único que não atendeu a solicitação.

Para o candidato do PSB, João Azevedo, o questionamento não faz sentido, uma vez que, “coisas são colocadas nos debates de uma forma muito genérica”. Lucélio Cartaxo, do PV, e Tarcio Teixeira, do Psol, elogiaram o programa de estradas da gestão do governador Ricardo Coutinho (PSB), mas não pontuaram sobre o que José Maranhão propõe.

O que disseram os candidatos.

João Azevedo (PSB)

As coisas são colocadas nos debates de uma forma muito genérica. Eu teria evidentemente pegar o que está proposto dentro do plano (de governo) para fazer algum comentário. Eu poderia cometer algum absurdo em citar coisas que não estavam no plano. Não faz sentido pra mim.

Lucélio Cartaxo (PV)

Vou dar um exemplo: em relação às estradas (case de sucesso do governo do PSB), nós não só iremos manter essa política, como iremos aperfeiçoar. Vamos continuar desenvolvendo esse projeto.

Tarcio Teixeira (Psol)

Não parei para ler o plano de governo dos adversários, mas é uma das coisas que a gente vai ter depois do processo eleitoral. Caso tenha alguma proposta que se encaixe no perfil e na defesa que a nossa candidatura tem feito estaremos inserindo. Mas há algumas questões objetivas que percebemos. O candidato Lucélio Cartaxo defende a construção do hospital de trauma do Sertão. Essa é uma defesa que o Psol tem defendido desde 2010. É algo que defendemos, mas sabemos que é uma questão para além da posição de um Governo do Estado. A gente na institucionalidade tem os limites a serem alcançados, mas podemos contribuir para reduzir a desigualdade social desde já. Quanto ao candidato do Governo (João Azevedo), tem apresentado vários números, mas não tem sido objetivo em se apresentar quanto alternativa, a não ser a continuidade de algumas coisas que tem dado certo e é importante reconhecer, a exemplo das estradas que foram feitas, mas acrescento a necessidade de manutenção. Quanto a Maranhão, não consigo perceber de forma alguma algo que tenha sido apresentado que coincida com a gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: