Governo Bolsonaro

Quando as ideias não correspondem aos fatos

Deu no jornal O Globo, neste sábado (16). Em um áudio que circula em Brasília, o paraibano Julian Lemos, deputado federal pelo PSL, relata ao secretário-geral do partido na Paraíba e assessor do Ministério do Turismo, Fábio Nóbrega Lopes, que assegurou junto à Casa Civil a indicação de nomes para cargos de direção na Funasa da Paraíba e na sede regional do Incra, além de um possível “terceiro negócio”.

Lemos também diz que outros parlamentares buscam ou buscarão acordos semelhantes – menos para os que são do PT e de outros partidos de esquerda -, com o objetivo de obter cargos na administração federal em troca de votos para aprovação da reforma previdenciária, objetivo do primeiro ano do governo Bolsonaro.

O vazamento do áudio acontece três dias depois de Lemos informar que abriria mão de indicar aliados para ocupar cargos federais, em nome da “construção de uma nova forma de fazer política”. “Tive um discurso e irei ter coerência com ele”, pregou.

Ao O Globo, Julian Lemos diz ser alvo de grampo ilegal e pedirá investigação à Polícia Federal.

Quando as ideias não correspondem aos fatos, já cantava Cazuza.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: