reforma da Previdência

Ricardo diz que PSB não vai “subscrever um crime”

Foi do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, o discurso mais inflamado contra a reforma da Previdência, na reunião da executiva do PSB, nesta segunda-feira (8), em Brasília.

“Nós não podemos subscrever um crime que vai fazer com que 70% dos trabalhadores, particularmente aqueles da base da pirâmide, possam alcançar em vida sua aposentadoria. Se o PSB votasse isso, estaria destruindo a necessidade de uma Nação inteira”, bradou.

Diante do governador da Paraíba, João Azevêdo, que tem posição moderada sobre o tema, chegando em certo momento a lutar pela inclusão dos estados na reforma, Coutinho ressaltou:

“Nós não somos um voto isolado. Para as grandes questões, o partido precisa ser uma ação, um pensamento e não pode ser um conjunto de interesses pessoais, cada um fazendo o que bem entender”.

O encontro serviu para o partido bater o martelo sobre o voto contrário ao texto em tramitação no Congresso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: