Política

Ricardo atribui morte de torcedor ao ‘Brasil de hoje’

O ex-governador Ricardo Coutinho atribuiu a morte de um torcedor do Botafogo-PB, no último sábado (10), em Ceará-Mirim (RN), ao ‘Brasil de hoje’.

De acordo com testemunhas e familiares da vítima, Eduardo Feliciano foi espancado por policiais militares depois de pular, com um grupo de torcedores, o muro do estádio Barretão, local da partida contra o Globo pela Série C.

“No Brasil, hoje, tudo isso está sendo estimulado. A violência está passeando em todos recantos, inclusive, a violência oficial, a violência do Estado”, disse Ricardo à TV Arapuan, durante o velório do torcedor.

>> Promotor questiona financiamento de torcidas organizadas

Também torcedor do Botafogo-PB, o ex-governador patrocinou, segundo o Conselho de torcidas organizadas do clube, a locação de oito ônibus para Ceará-Mirim. Ele se reuniu com representantes das torcidas na semana passada.

“Isso é inaceitável. Um Estado tem o dever de proteger as pessoas, de garantir a vida. Não pode tirar a vida de ninguém. Se alguém pula o muro, cabe o Estado através da polícia, fazer com que ele volte, mas ninguém pode agredir cinco ou seis de forma covarde até levar um jovem a morte”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: