política

Um paraibano como pedra no caminho do pacote anticrime de Moro

O ministro paraibano Vital do Rêgo, do Tribunal de Contas da União (TCU), suspendeu nesta terça-feira (8), a veiculação pelo governo de campanhas publicitárias referentes ao chamado pacote anticrime, uma das principais vitrines do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.

Vitalzinho atendeu a pedidos de suspensão imediata apresentados pelo subprocurador-geral do Ministério Público junto ao TCU, Lucas Rocha Furtado, que citou uma reportagem publicada pelo “O Globo”, que apurou que a campanha custaria aos cofres públicos cerca de R$ 10 milhões.

O paraibano alegou que há fortes indícios de que a campanha não se enquadra como publicidade de utilidade pública, na decisão que suspendeu a veiculação até que o plenário da corte de contas se pronuncie no mérito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: