coronavírus

Covid-19: comparação com H1N1 é imprópria, alerta Mandetta

O ministro da Saúde, Henrique Mandetta, criticou neste sábado (28), a comparação da pandemia do coronavírus com o surto do H1N1, como chegou a fazer o deputado Osmar Terra (MDB), ex-ministro da Cidadania do governo Bolsonaro.

“Essa epidemia é totalmente diferente da H1N1. Na época, havia um medicamento que todo mundo tinha na mão. A H1N1 daquela época tinha perspectiva de vacina. Não há receita de bolo”, disse o ministro durante coletiva de imprensa.

“Quem disse que ‘essa será assim’, está errado. O nosso problema não é a letalidade. A conta é: esse vírus ataca o sistema de saúde e ataca o sistema da sociedade como um todo. Ataca a logística, educação economia, uma série de estruturas no mundo”, continuou.

Mandetta ainda frisou que a agressividade do vírus faz com que jovens também desenvolvam complicações respiratórias.

“Maioria dos óbitos é (de pessoas com) 60 anos pra cima. Quer dizer que são todos? NÃO! Pessoas jovens fazem quadros respiratórios”, explicou ao dizer que a doença se arrasta por 10 dias e cansa indivíduos. “Todos eles relatam muito cansaço”.

O Ministério da Saúde atualizou os casos de coronavírus no país. Já são 3.904 infectados pela doença e 111 mortos. Foram 487 novos casos nas últimas 24 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: