coronavírus

Dono do Lovina, Mersinho legisla em causa própria

Dono do Lovina Bar e pré-candidato a vice-prefeito de Cabedelo na futura chapa do atual prefeito Vitor Hugo (DEM), o empresário Mersinho Lucena (Republicanos) rebateu uma seguidora no Instagram que se posicionou contrária a reabertura de bares e restaurantes em meio à pandemia do novo coronavírus.

Mersinho afirmou que João Pessoa por ser a capital do estado e, por isso, receber a maior parte dos recursos federais destinados aos municípios paraibanos para o combate ao novo coronavírus, é quem deve tratar pessoas infectadas pela Covid-19.

“Cabedelo tem 15 leitos para Covid, e mesmo assim, João Pessoa recebe verbas federais por ser a capital e polo para atender demandas das cidades circunvizinhas. Todo cidadão cabedelense que por ventura venha a ser tratado na capital, é pago. E não é só pelo Covid”, escreveu.

Mersinho, no entanto, ignorou que os 15 leitos de Cabedelo citados por ele, nenhum é considerado UTI. Com isso, cabedelenses infectados pelo vírus, recorrem a João Pessoa para o tratamento.

O empresário também ignorou que Cabedelo é o quarto município da Paraíba com mais casos de coronavírus. São 1.829 infecções, segundo o boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta terça-feira (30). Duas pessoas morreram de ontem para hoje na cidade.

Diante da situação ainda preocupante, uma decisão da 4ª Vara de Cabedelo suspendeu o decreto do prefeito Vitor Hugo que autorizava a reabertura de bares, restaurantes, shoppings e outras atividades não essenciais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: