PV encaminha entendimento para ter Luciano Cartaxo

O presidente nacional do PV, José Luiz Pena, confirmou o entendimento avançado com o prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PSD) assumir a legenda na Paraíba. “Está tudo encaminhado e estou gostando muito”, admitiu ao programa Rádio Verdade, da Rede Arapuan de Rádios.

A informação inicial é do jornalista Heron Cid.

Ainda segundo Pena, a filiação deve ser sacramentada até a próxima semana. Cartaxo chega com o aval do presidente estadual do PV, Sargento Dênis, da base do Governo Ricardo Coutinho (PSB).

Grupo de Cartaxo recebe com frieza desistência de Romero

O grupo do prefeito de João Pessoa Luciano Cartaxo (PSD) recebeu com frieza a desistência do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), do pleito ao Governo do Estado para fortalecer o movimento “Volta, Luciano” após o gestor da Capital abdicar da disputa no dia primeiro deste mês. Interlocutores de Luciano entendem que a nota de Romero é uma tentativa do ninho tucano de transferir novamente a responsabilidade do processo ao prefeito da Capital, o que não seduz.

Líder do PPS na Câmara abre as portas do partido para Pedro CL

O líder do PPS na Câmara Federal, o deputado Alex Manente (PPS-SP) abriu as portas para o deputado paraibano Pedro Cunha Lima (PSDB) assumir a legenda na Paraíba, atualmente comandada pelo secretário Chefe de Gabinete do governador Ricardo Coutinho (PSB), Nonato Bandeira. Ao Blog, Manente assegurou que o PPS não medirá esforços para o acerto com o tucano.

“Estamos trabalhando realmente com essa possibilidade. Obviamente respeitamos o Nonato [Bandeira], presidente local, mas entendendo a importância de ganhar um quadro como Pedro Cunha Lima. Faremos todos esforços possíveis para poder unificar estas forças e fazer com que Pedro venha para o nosso partido”, disse.

Uma eventual candidatura de Pedro ao Palácio da Redenção contra o candidato do governo, grupo de Bandeira, não é calculada pela cúpula nacional do PPS, que pretende ampliar sua bancada federal para 2019, hoje com 9 deputados.

“Nas conversas que tive com ele, em nenhum momento cogitou a possibilidade de ser candidato a governador. Nossa missão é trabalhar para unificar as vontades e ampliar a chegada de Pedro ao nosso partido. É a nossa missão partidária”, concluiu.

Maranhão sugere saída de Manoel Júnior do MDB

A disposição do vice-prefeito de João Pessoa Manoel Júnior (MDB), de se colocar como alternativa da Oposição ao Governo do Estado, foi reagida pelo senador e presidente do MDB da Paraíba José Maranhão.

“Manoel Júnior pode ser candidato a governador se assim entender, mas não posso dar conselho sobre esse aspecto. Ele tanto pode ser candidato na chapa proporcional, se quiser, como pode ser candidato a governador. Nesse caso ele teria de procurar o abrigo de outro partido. O MDB já lançou candidato em março de 2017, inclusive, com a própria anuência do deputado Manoel Júnior”, comentou.

Fulgêncio toca na ferida da Oposição: “Até 31 de janeiro Luciano não era importante”

O secretário de saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, tocou na ferida da agora fragilizada relação de setores da Oposição com o prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PSD), ao comentar sobre os apelos pelo “Volta, Luciano”.

“Há uma contradição da Oposição. Eles não viram em Luciano a pessoa que agregasse. Maranhão se lançou candidato e Romero depois. E os dois ainda mantém. Se existia ainda algum diálogo com o prefeito deve ser agora noutros termos”, disse em entrevista ao programa Rádio Verdade, da Rede Arapuan de Rádios.

“Até 31 de janeiro ele não era importante para ser candidato. Agora ele é importante para apoiar um candidato”, arrematou.

PRB anuncia Hugo Motta como novo presidente do partido na Paraíba

O ex-ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços do Governo Michel Temer (MDB) e presidente nacional do PRB, Marcos Pereira, informou em contato com o Blog o ingresso do deputado federal Hugo Motta (MDB) na legenda. Motta assumirá o partido na Paraíba atualmente dirigido pelo deputado estadual Jutay Meneses.

“Ele está [migrando]. Conversamos e acertamos na semana passada. Da nossa parte está tudo certo. Hugo assumirá o partido”, cravou o mandatário do PRB.

“Ele já sendo um deputado mandatário com grande possibilidade de reeleição ajudará muito o projeto nacional de manter a bancada federal com 21 deputados eleitos, com algum crescimento para 28, 29 deputados”, acrescentou.

O presidente assegurou que o acerto com Hugo Motta se deu em comum acordo com Jutay Meneses. Com novo comando, a pretensão de Meneses de disputar uma vaga na Câmara Federal deve ser abortada. “A intenção é que ele [Jutay] dispute a reeleição estadual, uma reeleição praticamente garantida, ao invés de ir para uma aventura, que é mais difícil. Jutay sempre soube disso”, finalizou.

Vice da FPF pode ‘prender’ Amadeu de ir à Rússia

O presidente da Federação Paraibana de Futebol, Amadeu Rodrigues, ainda não confirmou a Confederação Brasileira de Futebol se vai à Rússia para a Copa do Mundo, em junho. A entidade nacional está convidando os 27 presidentes de federações para o Mundial com tudo pago.

Amadeu está temeroso com a possibilidade do vice-presidente e desafeto Nosman Barreiro assumir a federação em caso de sua ausência, o que já aconteceu em junho do ano passado quando o presidente chefiou a delegação da seleção brasileira sub-20 no torneio de Toulon, na França. Amadeu abandonou a delegação nacional e voltou às pressas para a Paraíba.

Além dos presidentes de federações, dez presidentes de clubes da Série A e B foram sorteados e seguirão com a caravana da CBF.

Carlos Lupi sentencia destino de Lígia na PB: “Ela cumpre o mandato e é candidata”

A depender da orientação da executiva nacional do PDT, a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) não atenderá as tentativas do grupo do governador Ricardo Coutinho (PSB) de deixar o governo junto com o socialista no dia 7 de abril e disputará a cadeira do Palácio da Redenção em outubro. É o que sentenciou o presidente do partido, Carlos Lupi, em entrevista ao programa Rádio Verdade, da Rede Arapuan de Rádios.

“Ela é candidata a governadora, é o único cargo que ela pode ser candidata assumindo o governo”, disse.

“Ela cumpre o mandato pela qual foi eleita. Ela foi eleita vice-governadora e tem de cumprir até o final”, garantiu antes de direcionar um recado ao governador Ricardo Coutinho (PSB).

“O governador tem que entender que ela sendo vice-governadora tem o direito de assumir. A partir daí vamos construir a sua reeleição. Ela ficará no cargo”, afirmou.