Paraíba

“Neste governo, ninguém solta a mão de ninguém”

Ninguém solta a mão de ninguém. A frase que viralizou na internet após o resultado do pleito que elegeu Jair Bolsonaro (PSL), em outubro do ano passado, foi a escolhida pelo ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) para responder as cobranças que recaem sobre o governo no âmbito da operação Calvário. “Neste governo, ninguém solta a mão de ninguém”. A declaração foi dada em solenidade do governo no lançamento do programa Paraíba Rural Sustentável, no Espaço Cultural. Ricardo ainda defendeu o serviço oferecido pelo Hospital de Trauma e condenou aquilo que ele trata de “execração pública” sobre a prisão da ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias, suspeita de operar um esquema de corrupção na Saúde pública.

Ataques

Ladrão, canalhas, corruptos… alguns termos usados pelos efusivos deputados de oposição, Cabo Gilberto (PSL) e Walber Virgolino (PATRI), na sessão desta terça-feira (19) na Assembleia, para atacar agentes do governo do PSB, depois dos últimos desdobramentos da operação Calvário.

Resposta

O deputado Jeová Campos (PSB) contra-atacou e chamou os oposicionistas de “justiceiros”.

Fake news

Uma fake news ganhou os corredores da Assembleia durante a sessão desta terça. Era noticiado que as residências do ex-governador Ricardo Coutinho e do secretário Waldson de Souza eram alvos de busca e apreensão pelo Gaeco. O líder do governo, Ricardo Barbosa (PSB), chegou a considerar a possível veracidade da ‘informação’. Quando confirmou que se tratava de uma notícia falsa, não poupou: “Mentira inominável, irresponsável, reprovável que certamente será alvo de uma ação judicial por parte das vítima dessa mentira”.

Debandada 

A volumosa bancada do governo na Assembleia ficou vazia em plena sessão. Repentinamente deputados da base governista deixaram a Casa para o Espaço Cultural, onde acontecia o lançamento do programa Paraíba Rural Sustentável.

ALPB

Tião e Adriano selaram acordo há uma semana

Há pelo menos cinco dias da eleição da Assembleia, o acordo entre os deputados Tião Gomes (Avante) e Adriano Galdino (PSB), que desmontaria o plano do governo, foi selado. Aos mais próximos, Galdino já confidenciava que brigaria também pelo segundo biênio. Não deu outra. Em cima do laço, Tião recuou, Adriano surpreendeu ao entrar na disputa e derrotou Hervázio Bezerra (PSB).

>> Hervázio e os dois lado da moeda

Eleição da ALPB

Tião tirou o sorriso de Hervázio

Quando pisou na Assembleia, o então favorito para presidir a Casa no segundo biênio da nova legislatura, Hervázio Bezerra (PSB), não imaginava o que estaria por vir. Tanto é que, o ex-líder do governo Ricardo estampava seu sorriso de ponta a ponta. Nem o “terrorista” Tião tinha sido capaz de abalar Hervázio, como registrou o blog mais cedo. Ou naquele momento, (ainda) não havia tirado.

Em uma grande reviravolta, Adriano Galdino foi eleito presidente em dose dupla, com o apoio do ‘bin Laden’ paraibano.

Política

Nada de novo na Assembleia

Em menos de um mês, a Assembleia Legislativa da Paraíba recebeu e aprovou uma proposta do governador Ricardo Coutinho (PSB) que faz frente ao “Escola Sem Partido”, que tramita na Câmara dos Deputados.

Além da tradicional agilidade da Casa com matérias de interesse do governo, a redação não traz de novo, como garantir a liberdade de expressão e pensamentos por parte de professores, alunos e funcionários nas escolas da rede pública e privada de ensino do Estado – direitos já assegurados, diga-se.

Ou seja: o texto aprovado pelos parlamentares serve tão somente para Coutinho engrossar o coro contra o futuro governo de Jair Bolsonaro (PSL).

Nada de novo na Assembleia.

ALPB aprova remanejamento orçamentário de R$ 220 milhões

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) aprovou hoje, por maioria de votos, um remanejamento orçamentário de R$ 220 milhões solicitado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) para obras de infraestrutura.

O pedido, protocolado na última semana de maio, não especifica quais áreas serão afetadas, o que gerou polêmica na Casa.

“É constrangedor vocês [deputados da base governista] fazerem uma exortação desse pedido sem saber de onde o dinheiro será retirado e ficarem com caras de paisagem”, condenou o deputado Raniery Paulino (MDB).

“A preocupação da oposição é desnecessária, sobretudo, porque temos Ricardo Coutinho, que faz um dos melhores governos do Brasil”, rebateu o presidente da ALPB, Gervásio Maia (PSB).

ALPB: Troca-troca na base do governo

As saídas de Adriano Galdino e Buba Germano, ambos do PSB, das secretarias de Articulação Política e Desenvolvimento e Articulação Municipal, respectivamente, provocaram mudanças na Assembleia Legislativa. Os socialistas deixaram os cargos no governo para disputarem a reeleição.

Com o retorno dos dois, saem do Parlamento Raoni Mendes (DEM) e Arthur Cunha Lima Filho (PRP).

Quem deve retornar à Casa Epitácio Pessoa nos próximos dias é Lindolfo Pires, que ocupa a titularidade da Secretaria de Turismo. Quem deixa a Assembleia Legislativa com a volta de Lindolfo é o atual líder do governo, Hervázio Bezerra (PSB).

Paraiba.com.br