Em Curitiba

Bruno na Smart City

O ex-deputado estadual Bruno Cunha Lima está em Curitiba, sede de mais uma edição da Smart City Expo, maior evento de cidades inteligentes do mundo. São palestras sobre mobilidade, governança e planejamento urbano. O fórum reúne representantes das cidades de Buenos Aires (Argentina), Las Condes (Chile), Guayaquil (Equador), Barcelona (Espanha) e Seattle (EUA). Sem esconder o desejo de disputar a prefeitura de Campina Grande em 2020, Bruno mostra que, antes, enriquecer conhecimento é preciso.

Foto: Bruno ao lado do prefeito e vice-prefeito de Curitiba Rafael Greca e Eduardo Pimentel

Política

Um mandato do bem

Bruno Cunha Lima pode dizer que deixará a Assembleia Legislativa da Paraíba por cima. Em meio ao baixo nível generalizado da política, o parlamentar trocou a subserviência – comum em casas legislativas – pelo brilhantismo de abraçar causas que efetivamente fazem a diferença na vida das pessoas.

Foi dele a autoria da lei que obriga a sinalização de atendimento prioritário para portadores do autismo e a capitania da Frente Parlamentar de Combate ao Câncer, que realizou neste domingo (9), a segunda edição ‘Corrida do Bem’, em João Pessoa. Duas mil e quinhentas pessoas participaram do evento, que arrecadou R$ 175 mil – valor a ser destinado para o Hospital Napoleão Laureano.

Para os que irão substituí-lo, Bruno deixa um mandato como legado. 

Política

Bruno deixa partido que nunca teve sua cara

O deputado estadual Bruno Cunha Lima está de saída do Solidariedade.

A decisão foi tomada após o indicativo da ida do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PSC), para a legenda e a solicitação de que ambos fizessem uma composição para direção estadual do partido.

“Por eu entender que não tem condições de se fazer composição, decidi sair para evitar divergências futuros e poder seguir fazendo política como acredito, alinhado à renovação que as pessoas querem”, argumentou Cunha Lima, que ainda informou que não tem definição sobre seu novo destino.

A verdade é que a promissora atuação de Bruno na política nunca combinou com o Solidariedade. Nem poderia. O partido é comandado nacionalmente pelo carimbado Paulinho da Força, que de solidário não tem nada.

Bruno ‘cola’ em Romero

Postulante a PMCG em 2020, o deputado estadual Bruno Cunha Lima (SD) iniciou mais uma semana colado no prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB).

O parlamentar, que se despede da Assembleia nas próximas semanas, acompanhou ontem o tucano na assinatura da ordem de serviço de uma praça.

Falta de abrigo não será problema para Bruno.

Bruno sugere coerência ao PP

Questionado pelo repórter Albemar Santos, do Portal MaisPB, o líder da oposição na Assembleia Legislativa, Bruno Cunha Lima (SD), comentou sobre a novela que envolve o PP, da deputada estadual Daniella Ribeiro, opositora ferrenha do governo Ricardo Coutinho nos últimos oito anos, mas que ensaia uma aproximação com o PSB. “Prefiro acreditar na coerência do PP, que se manteve durante esses oitos na oposição e acredito que assim se permanecerá nessas eleições”, sugeriu.

Solidariedade: Sai Maranhão, entra Cunha Lima

O deputado federal Benjamin Maranhão aceitou o chamamento de José Maranhão para socorrer o MDB.

Benjamin abre mão da confortável presidência do Solidariedade para voltar para os braços do tio, em apuros depois de perder seus três deputados federais Veneziano Vital do Rêgo, Hugo Motta e André Amaral.

Quem assume a lacuna deixada por Benjamin no Solidariedade é o deputado estadual Bruno Cunha Lima.

A intenção da executiva nacional é postular o agora ex-tucano a uma cadeira na Câmara Federal.