Política

Daniella e o primeiro tijolo na construção de liderar oposição

Mãos à obra Em política não há espaço vazio e a senadora Daniella Ribeiro (PP) sabe bem disso. Fortalecida pelo último resultado na eleição, quando só ela escapou do vexame da oposição, com a eleição para o Senado, a progressista reuniu na manhã desta sexta-feira (29) deputados estaduais de oposição, em seu apartamento em João Pessoa.

Além de um farto café da manhã, Daniella ofereceu o compromisso de tomar frente dos embates entre oposição e governo. Há uma expectativa que ela ecoe nos microfones do Congresso, de modo mais acentuado, os desdobramentos da Operação Calvário.

O objetivo é um só: assumir o protagonismo do bloco e, quem sabe assim, construir uma candidatura ao governo em 2022.

O primeiro tijolo foi colocado.

Em Brasília

Daniella repercute no Senado falta de água em Campina

A senadora Daniella Ribeiro (PP) levou à tribuna do Senado, nesta quarta-feira (20), a crise no abastecimento de água em Campina Grande e região, que já se arrasta há seis dias. “Reporto, lamentavelmente, a uma ferida enorme, que tem trazido muita dor para nosso estado. Falo da falta de abastecimento de água, um descaso muito forte, mas contundentemente na cidade de Campina Grande desde o último dia 15”, discursou a campinense, que ainda lembrou o recente racionamento na cidade por mais de dois anos. “Cobramos, desde então, um plano B de contingenciamento. O governo deve isso ao povo”, continuou.

Na Assembleia

O deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) também criticou o Governo do Estado pelo desabastecimento de água em Campina Grande. “A gestão de Ricardo Coutinho foi omissa com Campina Grande e a prova disso é a situação que vivemos hoje. Esperamos que o governo atual passe a ter uma postura diferente do seu antecessor. É preciso mais responsabilidade e compromisso com a população da segunda maior cidade da Paraíba”, discursou o tucano na Assembleia Legislativa.

UFCG e Hospital suspendem atividades

A Fundação Assistencial da Paraíba, o Hospital da FAP, decidiu suspender as cirurgias eletivas por conta do desabastecimento de água em Campina Grandes. Já a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) suspendeu as aulas.

O que diz a Cagepa

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) resolveu adiar a data antes programada pelo órgão para normalização do abastecimento de água na região de Campina Grande. O prazo inicial seria sexta-feira (22). Mas segundo o presidente da autarquia, Marcos Vinícius Fernandes Neves, somente a parte técnica da estação de tratamento de Gravatá, em Queimadas, local onde ocorreu um incêndio e provocou o colapso, estará pronta neste dia. A nova data para a normalização é domingo, dia 24.

Campina Grande – Março de 2019 — Foto: Roseane Ferreira/Arquivo pessoal

política

Daniella e a curtida (cutucada) em Cássio

Oposição na Paraíba, a senadora Daniella Ribeiro (PP) votou a favor do empréstimo de U$S 50 milhões para o Governo da Paraíba junto ao Banco Mundial, com garantia do Governo Federal.

Nas redes sociais, a progressista fez questão de divulgar o louvável ato, acima de qualquer diferença política.

Nos comentários do post, Daniella curtiu a seguinte leitura de um seguidor. “Parabéns senadora, você ao contrário de Cássio aprovou, enquanto ele boicotou”.

Curtida (no seguidor) ou cutucada (no ex-senador)?

Senado

Após gafe, Daniella foi cobrada a se manifestar

De férias, no exterior, a senadora eleita Daniella Ribeiro (PP) precisou que o presidente do Progressista e senador Ciro Nogueira (PI) a despertasse sobre os bastidores que cercam a eleição do Senado da República.

Há quatro dias, a paraibana emitiu nota afirmando que o seu partido só teria um posicionamento sobre a eleição do Senado no fim do mês, esquecendo o ex-governador de Santa Catarina e senador eleito Esperidião Amin (PP), que havia se colocado como pré-candidato à presidência da Casa maior.

Nesse domingo (20), Ciro Nogueira cobrou de Daniella Ribeiro, que será líder da bancada do PP, uma nova manifestação. “Seria bom a nossa líder se manifestar, dizendo que o partido tem um pré-candidato colocado, que é o nosso governador [Esperidião] Amin, e que em minuto nenhum o partido se reuniu para discutir apoio a outra candidatura. Achava que era interessante a gente se manifestar”.

A resposta veio hoje.

“Não procedem as notícias que circulam dizendo que o Progressistas votará em Renan. Reafirmo aqui o compromisso do partido com o senador Amin, que em dezembro colocou seu nome totalmente à disposição. É um político com história e conduta ilibadas, habilitado para disputar a presidência. É um nome que tem legitimidade nesse processo”, declarou à imprensa em novo release.

Autismo

Compromisso com a causa

A Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Pessoas com Autismo recebeu hoje, no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, o coordenador-geral de Saúde Mental do Ministério da Saúde, psiquiatra, Quirino Cordeiro Júnior. A ocasião serviu para Cordeiro apresentar o financiamento do governo federal para o tratamento de pessoas com autismo, através de equipes ambulatoriais nos municípios. 

Nenhuma cidade paraibana, por enquanto, se cadastrou no projeto, que funciona há um ano. A adesão deverá acontecer a partir de uma campanha encabeçada pelo presidente da Frente, o deputado Raniery Paulino (MDB). 

A deputada estadual e senadora eleita Daniella Ribeiro (PP) – que articulou a vinda de Quirino Cordeiro – e os vereadores de João Pessoa, Bruno Farias (PPS) e Tibério Lima (PSB) e o primeiro suplente de senador eleito, Diego Tavares (PV), também abraçaram a causa do encontro.

Surge uma líder

Eleita a primeira senadora da história da Paraíba, a deputada estadual Daniella Ribeiro (PP) pisará no Senado Federal em 2019 com a rara pompa para novatos na Casa mais importante do Congresso. 

Será da paraibana a missão de liderar a bancada do Progressistas no Senado – partido de forte influência nos dois últimos governos da República. 

Sobrevivente da tsunami que devastou a chapa de oposição na última eleição, Daniella sabe também que outra liderança está surgindo: a de protagonista da oposição na Paraíba.

Liderança construída com a naturalidade dos acontecimentos. 

A última missão de Daniella

A senadora eleita Daniella Ribeiro (PP) pediu uma nova audiência com o governador Ricardo Coutinho (PSB). A deputada estadual quer tratar da Escola Técnica Redentorista, uma das mais tradicionais de Campina Grande, que anunciou encerrar as atividades por problemas financeiros.

“Espero que o governador faça da mesma forma que fez antes da eleição quando me recebeu para tratar sobre segurança pública”, cobrou a parlamentar para aquilo que pode ser a sua última missão na Casa de Epitácio Pessoa.

Diego Tavares será o 1º suplente de Daniella Ribeiro

O ex-secretário de Trabalho, Produção e Renda e ex-superintendente do IPM da Capital, e principal articulador político da campanha de Lucélio Cartaxo (PV), Diego Tavares, será o primeiro primeiro suplente da candidata ao Senado, Daniella Ribeiro (PP). A segunda vaga ficará com Nailde Panta.

A informação é do repórter Wallison Bezerra, do Portal MaisPB.

“São nomes que vêm para somar com o nosso projeto”, disse a parlamentar.

Luiz Couto

Já o deputado federal Luiz Couto (PT), que também é candidato ao Senado, mas na chapa encabeçada por João Azevêdo (PSB), anunciou Alexandre Santiago como segundo suplente. A primeira vaga é do presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas.

MaisPB