Gol de Placa

A dor de cabeça para Hervázio no esporte

Hervázio Bezerra já assume a secretaria de Esporte com uma dor de cabeça para resolver: Gol de Placa – programa que subsidia o futebol paraibano. Ele afirmou que vai se inteirar sobre as fraudes dos clubes, razão que suspendeu o repasse financeiro. O deputado licenciado disse que se reunirá com o secretário executivo, Zé Marco, ainda nesta terça-feira (2).

ALPB

Ex-líder avisa: não aceitará “provocações” a Ricardo

Ex-líder do governo na Assembleia, o deputado Hervázio Bezerra (PSB) avisou que não aceitará mais aquilo que ele chama de “ilações” e “provocações” da oposição contra o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), em decorrência da Operação Calvário.

A reação vem em resposta a tentativa da oposição de instalar a CPI da Cruz Vermelha na Casa e em caso de sucesso – cada vez mais distante – convocar Ricardo a prestar esclarecimentos, como já sugeriu o deputado Raniery Paulino (MDB).

“Se insistirem vamos retribuir na mesma moeda. A próxima provocação que tiver o governador Ricardo Coutinho nós iremos reagir. Não estou mandando recado ou ameaçando ninguém, mas não podemos transformar a Assembleia em um campo de guerra. As questões de Justiça devem ser resolvidas na Justiça”.

O problema – caso novas “provocações” aconteçam – é que Hervázio não deve estar mais na Casa para defender o ex-governador. O parlamentar atenderá a um pedido do governador João Azevedo (PSB) para tirar licença em uma articulação política que pode colocar o suplente de deputado Lindolfo Pires (Podemos) na Assembleia.

Eleição da ALPB

Hervázio e os dois lados da moeda

Na eleição da Assembeia, o deputado Hervázio Bezerra (PSB) viveu os dois lados da moeda: o de quase presidente do segundo biênio e a solidão de quem inesperadamente foi derrotado.

Quando pisou na Casa, na última sexta-feira (1), não faltaram bajuladores ao seu redor, afinal era o parlamentar ungido pelo governo para comandar a Assembleia no segundo biênio e havia uma grande perspectiva de poder. Um chegou a suplicar ao deputado que não esquecesse dos amigos mais antigos. 

Só que tudo deu errado quando Adriano Galdino (PSB), já eleito para o primeiro biênio, também se colocou na disputa do segundo e venceu.

A Hervázio restou um único consolo, o abraço do filho e vereador Léo Bezerra (PSB). 

Eleição da ALPB

Governo precisará refletir, diz Hervázio

A reviravolta na eleição da Assembleia, com a vitória de Adriano Galdino (PSB) em dose dupla – contrariando a previsão governista -, terá que fazer o governo refletir. É o que disse o próprio Hervázio Bezerra (PSB), o ungido por João Azevêdo (PSB) e Ricardo Coutinho (PSB) para presidir a Casa no segundo biênio, mas derrotado na disputa com Galdino. “Vamos precisar refletir, nada mais natural depois de hoje”, defendeu Hervázio. “Eu sempre temi os traíras”, afirmou.

>> Tião tirou o sorriso de Hervázio

Eleição da ALPB

Tião tirou o sorriso de Hervázio

Quando pisou na Assembleia, o então favorito para presidir a Casa no segundo biênio da nova legislatura, Hervázio Bezerra (PSB), não imaginava o que estaria por vir. Tanto é que, o ex-líder do governo Ricardo estampava seu sorriso de ponta a ponta. Nem o “terrorista” Tião tinha sido capaz de abalar Hervázio, como registrou o blog mais cedo. Ou naquele momento, (ainda) não havia tirado.

Em uma grande reviravolta, Adriano Galdino foi eleito presidente em dose dupla, com o apoio do ‘bin Laden’ paraibano.

ALPB

Nem Tião tira o sorriso de Hervázio

Nem Tião Gomes (Avante) foi capaz de tirar o sorriso de Hervazio Bezerra (PSB). Ungido pelo governador João Azevedo (PSB) e com larga preferência da base governista para assumir o comando da Assembleia no segundo biênio 2021/2022, o pessebista apenas lamentou a postulação contrária do colega.

Eleição da ALPB

Tião: “Sou terrorista mesmo”

O deputado Tião Gomes (Avante) chegou a Assembleia sem papas na língua e disposto a bater chapa com Hervázio Bezerra (PSB), o ungido do governo para presidir a Casa no segundo biênio. Se necessário, promete reeditar o episódio de quatro anos atrás quando quebrou a urna. “Sou terrorista mesmo. Sou guerreiro. Eu era para ter nascido no Líbano”, discursou à imprensa.

Legislativo

“Melhor que mandar, é ser amigo de quem manda”

Eis a filosofia política do líder do governo Ricardo por oito anos, Hervázio Bezerra (PSB), contada para o autor do blog, numa visita aos estúdios da Rádio Arapuan, no fim do ano passado.

Discreto no início do processo da eleição da Assembleia Legislativa, Hervázio foi tipicamente mineiro na disputa. Chegou comendo pelas beiradas.

>> João referenda Hervázio para presidir ALPB

Segundo biênio

João referenda Hervázio para presidir ALPB

Pela primeira vez o governador João Azevedo (PSB) referendou publicamente o nome do deputado Hervázio Bezerra (PSB) para presidir a Assembleia Legislativa no segundo biênio 2021/2022. Para o primeiro biênio, Adriano Galdino (PSB) já está consolidado. 

Azevedo desconsiderou a postulação de Tião Gomes (Avante), que faz parte da base, e que pleiteia o comando dos dois últimos anos da nova legislatura que se iniciará amanhã. A fala sobre o assunto foi há pouco durante a apresentação do Anuário da segurança pública de 2018.

>> “Não quis ir para o enfrentamento”, diz deputado sobre pacto rompido