Política

Barraco na ALPB tem murros na mesa e deputado apavorado

Baixo nível A confusão na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) teve quase de tudo: empurra-empurra, murros na mesa e deputado apavorado. Em meio ao bate-boca entre os deputados Cida Ramos (PSB) e Raniery Paulino (MDB), o parlamentar Cabo Gilberto (PSL) deu dois murros na mesa, o que assustou o também novato Chió (Rede), que se retirou imediatamente da Casa.

Política

Deputados desmentem versão de Cida

Barraco Deputados da própria base do governo, Ricardo Barbosa (PSB) e Wilson Filho (PTB), desmentiram a versão da colega de bancada Cida Ramos (PSB) sobre a acusação que fez ao líder da oposição, Raniery Paulino (MDB). Segundo Cida, Raniery chamou o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) de ladrão em meio a uma ríspida discussão no plenário com microfones desligados, o que teria causado o barraco na Casa.

Política

O Calvário da Assembleia

Assunto delicado O barraco na Assembleia Legislativa não poderia ter outro motivo: a Operação Calvário. Tudo começou quando o deputado Raniery Paulino (MDB) requereu a convocação do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Nominando Diniz [relator do processo que julga as contas da Cruz Vermelha], e da secretária de Saúde do Estado, Cláudia Veras, para uma sessão especial na Casa. A deputada Cida Ramos (PSB) acusou o emedebista de chamar o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) de ladrão em meio a uma ríspida discussão. Deputados da própria base do governo desmentiram a acusação da pessebista.

Política

Barraco encerra sessão na ALPB

Fechou o tempo A deputada Pollyana Dutra (PSB), que presidia o pequeno expediente da sessão desta quarta-feira (27), encerrou os trabalhos após uma ríspida discussão entre os deputados Cida Ramos (PSB) e Raniery Paulino (MDB) sobre a Operação Calvário. A confusão aumentou a tensão entre os deputados Ricardo Barbosa (PSB) e Tovar Correia Lima (PSDB), que trocaram empurrões.

Política

Deputado esquece celular no plenário da Assembleia

Nada a temer Em tempos que políticos caem pelo que guardam de obscuro em seus celulares, o deputado Raniery Paulino (MDB), líder da oposição na Assembleia Legislativa, parece não guardar nenhum temor quanto a isso. Tanto é que o emedebista acabou esquecendo o aparelho no plenário, enquanto participava de uma audiência com o secretário de Segurança do Estado, Jean Nunes, em outro ambiente da Casa. 

Política

Governo aposta em agenda positiva contra crise

Em meio ao vendaval da Operação Calvário, com direito a prisão da secretária de Estado, Livânia Farias, o governo faz a sua parte e tenta abafar a crise com agenda de anúncios positivos. Nesta terça (19), o governador João Azevedo (PSB) lança o programa Paraíba Rural Sustentável com dinheiro do empréstimo de US$ 50 milhões, conseguido junto ao Banco Mundial no mês passado. Ontem, João já havia dado início ao Ciclo 2019 das audiências públicas do Orçamento Democrático. 

Contra parede

A prisão de Livânia Farias, aliás, será explorada ao máximo pela oposição nesta semana na Assembleia Legislativa. O deputado Raniery Paulino (MDB), líder oposicionista, avisou que continuará batendo na tecla da instalação da CPI da Cruz Vermelha na Casa. A ordem é colocar a Situação contra parede. 

Alerta ligado

O secretário de Educação do Estado, Aléssio Trindade, informou ao blog que medidas de precaução tem sido tomadas nas escolas da rede estadual de ensino diante da onda de violência contra colégios do país. Monitoramento e palestras sobre paz e violência tem sido reforçadas. “Quando monitoramos riscos ou ameaças mobilizamos uma equipe volante de apoio”, disse.

Vereador federal

Está inaugurado um novo cargo no país: vereador federal. É o caso de Carlos Bolsonaro, eleito vereador do Rio, mas que toca a agenda do país – quando não está tuitando pelo pai – enquanto o presidente está nos Estados Unidos. Nessa segunda (18), o 02 fez reuniões com deputados sobre a reforma da previdência. E, claro, postou no Twitter. 

Legislativo

Na ALPB, líderes trocam afagos

Líderes da oposição e da situação na Assembleia Legislativa estão na vibe paz e amor. Em tribuna, nesta terça-feira (26), o deputado Raniery Paulino (MDB) parabenizou o comportamento cortês do situacionista Ricardo Barbosa (PSB) nos embates – diferente, por exemplo, dos confrontos com a deputada Cida Ramos (PSB), quando só sai faíscas. Barbosa retribuiu com sorrisos.

ALPB

Cida assume protagonismo na bancada girassol

Nem Ricardo Barbosa – líder da bancada governista na Assembleia -, nem Estela Bezerra. Com o ex-líder Hervázio Bezerra prestes a tirar licença, quem parece disposta a assumir o protagonismo entre os mais combativos da bancada girassol é a deputada Cida Ramos. Coube a ela fazer a defesa mais forte ao governo na primeira semana de trabalho legislativo.

Cida não se eximiu do front em torno da Cruz Vermelha do Brasil – organização social que gere hospitais públicos da Paraíba -, alvo de investigação do Ministério Público e da Polícia Federal. O embate mais ríspido se deu com o líder da oposição, Raniery Paulino (MDB).

Em dado momento, Cida avisou que responderá “na altura do debate” que o oposicionista fizer. “Quem determina o tom é vossa excelência”, bradou.

Chegou, chegando!

Calvário

“Ricardo no Gira Mundo”

O deputado Raniery Paulino (MDB), líder da oposição na Assembleia, ironizou o silêncio do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) sobre os novos desdobramentos da Operação Calvário.

“Será que ele [Ricardo Coutinho] se inscreveu no Gira Mundo para não estar aqui e dar suas opiniões?”, questionou em entrevista à rádio Band News.

Raniery defende que Ricardo e os secretários Waldson Souza e Livânia Farias – alvos de busca e apreensão na segunda fase da Calvário – prestem esclarecimentos na Assembleia se prosperar a CPI da Cruz Vermelha.

>> Ricardo tuíta quase tudo, menos sobre a Calvário

Autismo

Compromisso com a causa

A Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Pessoas com Autismo recebeu hoje, no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, o coordenador-geral de Saúde Mental do Ministério da Saúde, psiquiatra, Quirino Cordeiro Júnior. A ocasião serviu para Cordeiro apresentar o financiamento do governo federal para o tratamento de pessoas com autismo, através de equipes ambulatoriais nos municípios. 

Nenhuma cidade paraibana, por enquanto, se cadastrou no projeto, que funciona há um ano. A adesão deverá acontecer a partir de uma campanha encabeçada pelo presidente da Frente, o deputado Raniery Paulino (MDB). 

A deputada estadual e senadora eleita Daniella Ribeiro (PP) – que articulou a vinda de Quirino Cordeiro – e os vereadores de João Pessoa, Bruno Farias (PPS) e Tibério Lima (PSB) e o primeiro suplente de senador eleito, Diego Tavares (PV), também abraçaram a causa do encontro.