Política

Manoel Jr. candidato a prefeito?

Para rádio Arapuan FM, o presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força, admitiu estimular o novo representante do partido na Paraíba, o vice-prefeito Manoel Júnior, a ser candidato a prefeito de João Pessoa em 2020. 

Com Manoel Jr. desgastado politicamente e na mira da Polícia Federal, Paulinho da Força forçou a amizade.

Política

Bruno deixa partido que nunca teve sua cara

O deputado estadual Bruno Cunha Lima está de saída do Solidariedade.

A decisão foi tomada após o indicativo da ida do vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PSC), para a legenda e a solicitação de que ambos fizessem uma composição para direção estadual do partido.

“Por eu entender que não tem condições de se fazer composição, decidi sair para evitar divergências futuros e poder seguir fazendo política como acredito, alinhado à renovação que as pessoas querem”, argumentou Cunha Lima, que ainda informou que não tem definição sobre seu novo destino.

A verdade é que a promissora atuação de Bruno na política nunca combinou com o Solidariedade. Nem poderia. O partido é comandado nacionalmente pelo carimbado Paulinho da Força, que de solidário não tem nada.

Solidariedade: Sai Maranhão, entra Cunha Lima

O deputado federal Benjamin Maranhão aceitou o chamamento de José Maranhão para socorrer o MDB.

Benjamin abre mão da confortável presidência do Solidariedade para voltar para os braços do tio, em apuros depois de perder seus três deputados federais Veneziano Vital do Rêgo, Hugo Motta e André Amaral.

Quem assume a lacuna deixada por Benjamin no Solidariedade é o deputado estadual Bruno Cunha Lima.

A intenção da executiva nacional é postular o agora ex-tucano a uma cadeira na Câmara Federal.

SD se blinda contra a TPE

O Solidariedade (SD) nacional não conta com a saída do deputado Benjamin Maranhão da sigla, a qual preside na Paraíba. Wladimir Costa, o famoso deputado da tatuagem de Michel Temer e líder do SD na Câmara, atribuiu ao fenômeno “TPE” (Tensão pré eleitoral) as movimentações do senador José Maranhão em tentar repatriar o sobrinho ao MDB. “Quem está no Solidariedade não quer sair. O partido é bão (sic)”, avisou Costa ao Blog.